fbpx

Quitar as dívidas traz qualidade de vida para as pessoas, uma vez que as cobranças param de acontecer e as preocupações diminuem de maneira significativa.

Não é raro que decisões equivocadas e a falta de cuidado com os recursos financeiros levem famílias a se endividar, especialmente em função dos valores disponíveis estabelecidos pelos bancos e cartões de crédito.

São muitas as facilidades oferecidas pelas instituições financeiras em créditos, no entanto, o mau uso leva muita gente a sérios problemas.

São milhões de indivíduos em todo o Brasil que passam por essa situação, em função da utilização indevida e contratações de:

Neste post apresentamos o que fazer para quitar as dívidas rapidamente e sair dessa situação desconfortável. Continue lendo e saiba mais a respeito!

Como a crise está afetando a economia?

A crise financeira é uma realidade em todo o mundo já faz algum tempo, mas com a pandemia do Coronavírus a situação ficou ainda mais grave.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva mostra que 58% dos brasileiros deixaram de pagar alguma dívida após o isolamento social provocado pela COVID-19.

Isso representa mais de 91 milhões de pessoas. Entre os pesquisados que possuem valores em atraso, a média mostra que eles deixaram de pagar 4 contas durante esse período.

Outra informação preocupante que é apresentada pela CNC – Confederação Nacional do Comércio – é que 67% das famílias brasileiras possuem algum débito em aberto com:

  • bancos,
  • cartão de crédito,
  • crediário.

Infelizmente, a maioria das pessoas não sabe como enfrentar o problema, quando poderiam ter essa situação resolvida.

Como quitar as dívidas rapidamente?

Quitar as dívidas rapidamente é possível, no entanto, são necessárias ações que exigem algum esforço, mas que podem modificar completamente o cotidiano das pessoas.

Para resolver essa situação, apresentamos 3 medidas a serem tomadas:

Negociar as dívidas

O primeiro passo para quitar as dívidas rapidamente é fazer um levantamento dos credores e valores devidos.

Com base nessas informações, é importante fazer uma avaliação das possibilidades existentes em seu orçamento para saber que montante pode ser direcionado ao pagamento dessas dívidas. A partir daí vale a pena a renegociação.

Isso significa procurar o seu credor, no caso dos bancos, é o próprio gerente da sua agência, ou buscar essa possibilidade pela internet, em páginas da instituição financeira que estão disponíveis para simulações.

Procure uma alternativa que possa ser compatível ao seu orçamento, portanto tenha cuidado para não inviabilizar ainda mais a situação. Preste atenção nos juros e taxas cobradas e avalie as melhores condições para fechar a negociação.

Economizar dinheiro

Passe a economizar dinheiro para, em um primeiro momento, pagar as dívidas existentes e, na sequência, guardar uma reserva para situações emergenciais.

Esse hábito trará grandes benefícios para a família, pois quando você perceber, já terá uma boa quantia acumulada que poderá auxiliá-lo nos momentos difíceis.

Pedir um empréstimo consignado

O empréstimo consignado é uma excelente opção para ser utilizado no pagamento de dívidas, uma vez que a taxa de juros é muito menor do que a cobrada pelos cartões de crédito e cheque especial.

Por isso a sua utilização diminui substancialmente o valor de sua dívida, pois o dinheiro pode ser utilizado para pagar a antiga e iniciar um novo processo com juros menores e com valores que caibam no seu bolso.

Se você tem dúvidas sobre essa opção, entre em contato com a CNGS Financial e conheça as possibilidades existentes para obter um crédito consignado e quitar as dívidas!

Abrir chat
Precisando de ajuda? Fale conosco!